Topo

Xi quer fortalecer relação da China com países americanos através do Brics

13/11/2019 13h44

Brasília, 13 nov (EFE).- O presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta quarta-feira o presidente da China, Xi Jinping, que deixou claro o desejo de que o Brics contribua para fortalecer a relação do gigante asiático com países do continente americano.

"Queremos promover uma relação de confiança mútua, uma relação para o desenvolvimento comum junto com toda a América Latina e o Caribe", falou o líder chinês, pouco antes da abertura da cúpula do bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Segundo Xi, uma aproximação maior do país asiático com os membros do Brics com toda a América Latina, com o Brasil como plataforma será "benéfica para todos", sempre com o objetivo de uma cooperação com "os parceiros ao redor do mundo".

"Uma cooperação baseada no respeito mútuo", completou o presidente chinês.

Xi destacou a relação que classificou como "extraordinária" da China com o Brasil, que apontou como os principais mercados emergentes no mundo atualmente.

Bolsonaro lembrou que a presença do líder chinês acontece poucas semanas depois da visita que fez ao país asiático, com o qual o Brasil quer ampliar e diversificar as relações.

O presidente brasileiro garantiu que a ideia é abrir o país para um mundo sem ideologias, com mais pragmatismo e com os interesses comerciais em primeiro lugar. Por isso, quer conversar com a China com o "devido carinho, respeito e consideração", já que ambos têm a ganhar coma relação.

Durante reunião, Bolsonaro e Xi assinaram acordos de cooperação nos setores de serviços, transportes e saúde. Mais tarde, ambos participarão do encerramento de um seminário de empresários dos cinco países do Brics. EFE

Notícias