Topo

Pompeo questiona Partido Trabalhista britânico por suposto antissemitismo

2019-03-25T20:25:00

25/03/2019 20h25

Washington, 25 Mar 2019 (AFP) - O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, questionou nesta segunda-feira o Partido Trabalhista britânico por seu suposto antissemitismo.

Ao se dirigir ao lobby pró-israelense AIPAC dos Estados Unidos, Pompeo denunciou um aumento do antissemitismo na Europa, Oriente Médio e Estados Unidos, mas teve palavras especialmente fortes para a Grã-Bretanha.

"Na Grã-Bretanha, a tolerância do Partido Trabalhista ao antissemitismo em suas fileiras é uma desgraça nacional", disse Pompeo.

O Partido Trabalhista obteve grandes avanços nas eleições britânicas de 2017 graças a seu líder Jeremy Corbyn, um veterano de esquerda e partidário das causas pró-palestinas. Corbyn negou reiteradamente ser antissemita e se comprometeu a erradicar o fanatismo contra os judeus.

No entanto, a legisladora judia Luciana Berger abandonou o partido por considerar que este havia se tornado institucionalmente antissemita.

Pompeo, um firme defensor de Israel, disse que era legítimo em uma democracia criticar as políticas do governo israelense, mas não rejeitar a existência de um estado judeu.

sct/oh/dg/yow/db

Mais Notícias