Topo

Rodrigo Maia x Sergio Moro: entenda a treta que movimentou as redes

Mateus Bonomi/Folhapress e Evaristo Sá/AFP
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o Ministro da Justiça, Sergio Moro Imagem: Mateus Bonomi/Folhapress e Evaristo Sá/AFP

Do BOL, em São Paulo

2019-03-21T17:25:46

2019-03-22T15:54:40

21/03/2019 17h25Atualizada em 22/03/2019 15h54

Esqueça aquele grupo de família no WhatsApp. A troca de mensagens entre o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e o Ministro da Justiça, Sergio Moro, está dando muito mais o que falar do que o seu "caso de família". Dúvida? Então vem ver:

Uma conversa entre Moro e Maia não só resultou em uma troca de "elogios", como também coincidiu com a prisão do ex-presidente Michel Temer e do seu ex-ministro Moreira Franco, ambos do MDB. Não viu nenhuma relação? A internet, sim:

Vamos aos detalhes. Sergio Moro, que apresentou o pacote anticrime no mês passado, resolveu mandar um zap para Maia cobrando rapidez no Congresso para discutir a pauta. Mas, antes que você escolha de qual lado vai ficar, um pouquinho de humor:

Ao receber a cobrança, Maia pediu para o Ministro da Justiça se colocar em seu devido lugar. Rolou ainda uma alfinetada: Maia chamou Moro de funcionário do presidente Bolsonaro e disse que ele fez um Ctrl + C / Ctrl + V no projeto de outro ministro...

Foi aí que Sergio Moro mandou, sabe-se lá pra quem, uma indireta dizendo que "o povo não aguenta mais":

Após a troca de mensagens vir a público na quarta à noite (20), na quinta pela manhã foi anunciada a prisão do ex-presidente Temer e do seu ex-ministro Moreira Franco, que é casado com a sogra de Rodrigo Maia. Foi aí que a internet ligou os pontos:

De acordo com o UOL, no momento da prisão do sogro, Maia estava reunido com cerca de 15 parlamentares na residência oficial. Ele interrompeu o encontro e deixou a sala para fazer ligações particulares e cancelou a agenda:

Reprodução/Site da Câmara
Agenda de Rodrigo Maia para esta quinta-feira (21) Imagem: Reprodução/Site da Câmara

Enquanto Maia estava na dele, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) resolveu fazer um post colocando mais lenha na fogueira:

Por que o Presidente da Câmara anda tão nervoso?

Uma publicação compartilhada por Carlos Bolsonaro (@carlosbolsonaro) em

E ele não parou por aí. No Twitter, o filho do presidente Bolsonaro também compartilhou a declaração de Sergio Moro:

Foi então que Maia apareceu e estremeceu ainda mais as bases do governo. De acordo com o Estadão, o presidente da Câmara telefonou para Paulo Guedes, ministro da Economia, e mandou a real: pretende deixar a articulação política pela reforma da Previdência.

Aí outro nome entrou na história: a deputada estadual do PSL Janaína Paschoal criticou a possível revolta de Maia: "Será que ele está pensando no Brasil?"

E ele respondeu:

Entre o disse e o não disse, a internet, claro, faz apostas:

Mais Notícias