Topo

Bachelet, da ONU, denuncia repressão de forças venezuelanas; diz que sanções podem agravar crise

2019-03-20T11:15:54

20/03/2019 11h15

GENEBRA (Reuters) - A chefe de direito humanos da ONU, Michelle Bachelet, disse nesta quarta-feira que as forças de segurança venezuelanas, apoiadas por milícias pró-governo, reprimiram a dissidência pacífica com uso excessivo de força, assassinatos e tortura documentados por seu gabinete.

Bachelet, discursando ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, também demonstrou preocupação que as recentes sanções dos Estados Unidos às transferências financeiras relacionadas à venda de petróleo da Venezuela "possam contribuir para agravar a crise econômica".

Autoridades venezuelanas falharam ao reconhecer a extensão e a gravidade da crise alimentar e de saúde que levou mais de 3 milhões de venezuelanos a migrarem para outros países, e adotaram medidas "insuficientes", disse Bachelet no fórum de Genebra.

Mais Notícias