PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Para Rodrigo Garcia, País perde líder carismático e sensível, e ele, grande amigo

Matheus de Souza

São Paulo

16/05/2021 14h42

O vice-governador paulista, Rodrigo Garcia, reforçou a opinião de diversos líderes que lamentaram a morte do prefeito Bruno Covas, ante a perda de um líder "carismático e sensível". Ao longo deste domingo, com a confirmação da morte de Covas, em decorrência de um câncer contra o qual lutava desde 2019, o carisma e a resiliência do prefeito na luta contra a doença foi o destaque nas falas de diversas lideranças políticas.

Para Garcia, o Brasil perdeu um grande político, e ele, um grande amigo. "Estive com ele na quinta à tarde e fui recebido com o mesmo sorriso de sempre. Estava sereno, em paz consigo. Estou triste demais. Não é certo e não entra na minha cabeça que alguém tão jovem parta tão cedo", disse o vice-governador, em nota.

E concluiu: "Eu só tenho a agradecer pela amizade e generosidade que criamos nesses anos. Meu abraço carinhoso ao Tomás, seu filho, à Renata, sua mãe, e aos demais familiares e amigos. Força, foco e fé continuarão a nos guiar, sempre. Fique com Deus. Sua missão agora é nossa."

Covas morreu neste domingo aos 41 anos, após uma longa batalha contra um câncer.

Políticos de diversos espectros, de Guilherme Boulos (PSOL) a Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), lamentaram a morte do tucano.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, ainda não se manifestou.

Notícias