PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Manifestantes ocupam sede do Ministério das Relações Exteriores do Líbano

Após explosão, protesto em Beirute é reprimido por forças de segurança

do UOL

Do UOL, no Rio

08/08/2020 13h19

Manifestantes contra o governo libanês ocuparam a sede do Ministério das Relações Exteriores do país na tarde deste sábado (8), afirma a agência de notícias AFP.

Milhares de pessoas foram às ruas de Beirute em protesto contra o governo do Líbano após a explosão no porto da capital, na última terça-feira (4).

Segundo relatos de libaneses nas redes sociais, o grupo invadiu o prédio e exibiu uma faixa com a inscrição: "Beirute, cidade sem armas".

De acordo com balanço divulgado pela Cruz Vermelha Libanesa, até o momento 26 pessoas tiveram que ser levadas para hospitais por ferimentos durante a manifestação, outras 94 foram socorridas no local dos atos.

A manifestação é contra a classe política, a quem eles culpam pelas explosões que destruíram uma parte da área portuária da cidade na última terça-feira, deixando mais de 150 mortos, 6.000 feridos e dezenas de pessoas desaparecidas, além de quase 300.000 desabrigados.

Cerca de 5.000 manifestantes se reuniram na Praça dos Mártires para iniciar o protesto. Uma forca foi montada no local. A manifestação está sendo chamada de "Dia da Ira" e "Dia do Julgamento". Imagens exibidas na TV mostram pessoas tentando avançar rumo ao Parlamento libanês e tropas de segurança fazendo barreiras. Para conter os manifestantes, a polícia lançou bombas de gás lacrimogêneo.

Notícias