PUBLICIDADE
Topo

Coreia do Sul tem maior número de casos importados desde março

13/07/2020 12h29

Seul, 13 jul (EFE).- A Coreia do Sul registrou nesta segunda-feira o maior número de casos importados de infecção pelo novo coronavírus desde março, em meio a tentativa de tornar mais rigorosos os controles de fronteira.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças Infecciosas do país (KCDC) relatou a contabilização de mais 62 testes positivos para o patógeno, sendo 19 locais e 43 de pessoas provenientes do exterior.

Desde 25 de março, quando houve 51 casos importados, a Coreia do Sul não registrava um número tão elevado.

Os dados foram divulgados no mesmo dia que entra em vigor uma nova normativa do governo sul-coreano, que não havia fechado as fronteiras desde o início da pandemia, mas que exige que viajantes vindos do exterior, ao menos 48 horas antes do voo, se submetam a teste de diagnóstico.

A nova regra afeta quatro países considerados de risco: Bangladesh, Cazaquistão, Paquistão e Quirguistão.

Quem vier dessas quatro territórios, mesmo apresentando resultado negativo de testes, terá que se submeter a quarentena e depois voltar a ser examinado.

O governo da Coreia do Sul pediu que as companhias aéreas que fazem as rotas vindas desses países, limitem a ocupação dos aviões em 60%. Além disso, há estudos para ampliar em mais 11 nações a lista de alerta.

Desde o início da pandemia, a Coreia do Sul registrou 13.479 casos de infecção pelo novo coronavírus, e 289 mortes em decorrência da Covid-19. EFE

asb/bg

Notícias