PUBLICIDADE
Topo

Kudlow diz que momento para "generosos" benefícios a desempregados passou

02/07/2020 12h09

WASHINGTON (Reuters) - O assessor econômico da Casa Branca Larry Kudlow, anunciando a geração de milhões de empregos em junho nos Estados Unidos, disse nesta quinta-feira que os norte-americanos não precisam mais do dinheiro extra que suplementa benefícios e que foram criados para ajudar os demitidos durante a pandemia de coronavírus.

"O formato de qualquer tipo de pacote ainda está sendo discutido", disse Kudlow em entrevista à Bloomberg TV sobre a prometida "Fase 4" do pacote de alívio contra o coronavírus, ponderando, contudo, que o texto provavelmente não incluirá cláusula que acrescentaria 600 dólares por semana aos benefícios pagos semanalmente --e presente no pacote anterior--, porque "esse momento já passou".

"Os benefícios ao reemprego provavelmente vão ajudar mais", disse ele.

(Reportagem de Lisa Lambert, Doina Chiacu e Tim Ahmann)

Notícias