PUBLICIDADE
Topo

Israel envia Exército para 'ajudar' cidade ultraortodoxa contra coronavírus

03/04/2020 13h54

Jerusalém, 3 Abr 2020 (AFP) - O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, deu sinal verde nesta sexta-feira (3) para o envio de tropas, que vão "auxiliar" as autoridades civis em Bnei Brak, cidade ultraortodoxa considerada o foco da pandemia de COVID-19 em Israel.

Israel registrou oficialmente 36 mortes pelo novo coronavírus e mais de 7.000 casos confirmados. Deste total, apontam veículos de comunicação locais, metade corresponde a judeus ultraortodoxos, que representam cerca de 10% da população do território.

A recusa de muitos ultraortodoxos em cumprir as medidas de confinamento e distanciamento social das autoridades forçou a polícia a realizar patrulhas especiais em bairros religiosos, e as autoridades, a limitarem o acesso a Bnei Brak.

O Exército enviará para esta cidade o equivalente a dois batalhões, o que representa um total entre 800 e 1.000 soldados, informou o porta-voz do Exército, Jonathan Conricus.

gl/alv/on/mab/af/aa/tt

Notícias