PUBLICIDADE
Topo

Doria se contrapõe a Bolsonaro e manifesta solidariedade a Mandetta

do UOL

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 13h47

O governador de São Paulo, João Doria (PSBD), se solidarizou com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, que vem sendo atacado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Doria disse que espera que o ministro resista aos despreparados e que tenha consciência que seu esforço ajuda a salvar vidas.

"Quero deixar uma mensagem de solidariedade ao ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. O ministro tem sido dedicado, correto, fluido nas informações com todos os estados. Sou testemunha disso".

O aceno de Doria a Mandetta ocorreu logo no começo de entrevista coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes. Ele veio no dia seguinte a Bolsonaro dizer que Mandetta precisa ser mais humilde. O presidente prega contra o distanciamento social a todas as faixas etárias, pressionou o ministro para derrubar esta medida e não foi atendido. Doria, que vem se contrapondo a Bolsonaro, se colocou ao lado do ministro.

"Seu esforço ministro é reconhecido por todos. Pelo mundo da ciência, pelo mundo da medicina, pelo governador de São Paulo".

Mais adiante em seu pronunciamento, o governador de São Paulo alfinetou o presidente.

"Esperamos ministro que o senhor continue cumprindo seu papel apesar de todo o esforço, sacrifício e resista ministro aos despreparados. A sua resistência no Brasil está ajudando a salvar vidas de milhares de brasileiros".

O governador de São Paulo não foi o único a se solidarizar com Mandetta. Rosangela Wolff Moro, mulher do ministro da Justiça, Sergio Moro, usou as redes sociais para manifestar apreço ao ministro da Saúde. Ela escreveu que "entre a ciência e o achismo, eu fico coma ciência".

Notícias