PUBLICIDADE
Topo

Bagdá proíbe viagens entre Iraque e Irã por causa do novo coronavírus

20/02/2020 23h49

Bagdá, 21 Fev 2020 (AFP) - O governo do Iraque, preocupado com as duas mortes no Irã devido ao novo coronavírus, proibiu na quinta-feira a entrada de iranianos em seu território e a viagem de seus cidadãos à República Islâmica.

Na quarta-feira, quando o Irã anunciou duas mortes pelo novo coronavírus, o ministro do Interior iraquiano, Yasin al Yaseri, anunciou uma isenção de visto para cidadãos iranianos que desejam viajar para o Iraque.

Mas no dia seguinte (quinta-feira), o Ministério do Interior voltou atrás na decisão e o Ministério da Saúde anunciou que proíbe a entrada no Iraque de pessoas do Irã "até novo aviso".

De acordo com as autoridades do Iraque, todos iraquianos que estiverem no Irã e resolverem voltar para seu país de origem deverão ser examinados e, se necessário, serão submetidos a uma "quarentena de 14 dias".

Além disso, os cidadãos iraquianos não estão mais autorizados a viajar para o Irã.

Nos aeroportos iraquianos, todos os viajantes são testados e a companhia aérea nacional Iraqi Airways suspendeu os voos para o Irã.

Todos os anos, milhões de peregrinos iranianos visitam os lugares sagrados xiitas do Iraque, um turismo religioso que fornece renda significativa ao país.

ak-sbh/tp/plh/ob/erl/lca

Notícias