PUBLICIDADE
Topo

Aena assume aeroporto de Aracaju, o quarto controlado pela empresa no Brasil

20/02/2020 23h26

Rio de Janeiro, 20 feb (EFE).- A gestora aeroportuária espanhola Aena assumiu nesta quinta-feira o aeroporto de Aracaju-Santa Maria, o quarto dos seis do Nordeste que integram o pacote licitado pela empresa no ano passado.

O aeroporto de Aracaju, que começou a operar oficialmente nesta quinta-feira pela Aena, tem média de 36 voos diários e mobilizou um total de 1,1 milhão de passageiros durante 2019.

Com o início da gestão do aeroporto, um grupo multidisciplinar da Aena viajou diretamente de Madri para realizar o trabalho de integração, sob a coordenação do presidente da empresa no Brasil, Santiago Yus.

"Assumir o aeroporto na capital de Sergipe é, para toda a equipe de Aena, uma honra. Somamos mais um estado brasileiro à nossa rede de aeroportos no Nordeste, o que nos proporciona uma base em um estado com um grande futuro econômico e turístico", disse Yus em comunicado.

Em 13 de fevereiro, Aena assumiu a administração do aeroporto internacional Zumbi dos Palmares, em Maceió, que no ano passado recebeu mais de dois milhões de passageiros.

Em janeiro, a companhia espanhola iniciou a administração do aeroporto Presidente João Suassuna, na cidade de Campina Grande, que recebeu 125.468 passageiros em 2019, e do aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, que mobilizou 483.142 passageiros no ano passado.

A Aena, considerada a maior operadora aeroportuária do mundo em número de passageiros (275,2 milhões em 2019) pelo Airports Council International, também assumirá os aeroportos de Recife e João Pessoa nas próximas semanas.

A empresa adquiriu o direito de operar esses seis aeroportos no Nordeste, que no ano passado movimentaram 13,7 milhões de passageiros, em um leilão organizado no ano passado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), oferecendo R$ 1,9 bilhão pelas licenças.

Notícias