PUBLICIDADE
Topo

Funcionário é suspeito de roubar milhões de banco após fotos com dinheiro

Arlando Henderson publicava fotos com pilhas de dinheiro na mão - Reprodução/CNN
Arlando Henderson publicava fotos com pilhas de dinheiro na mão Imagem: Reprodução/CNN
do UOL

Do UOL

15/12/2019 16h56

O Ministério Público dos Estados Unidos está investigando o funcionário de um banco na Carolina do Norte que teria roubado US$ 88 milhões (cerca de R$ 360 milhões) dos cofres. Ele levantou suspeita depois de publicar uma série de fotos mostrando dinheiro e bens de valor nas redes sociais.

De acordo com a CNN, Arlando Henderson, de 29 anos, foi preso pelo FBI nesta semana, acusado de ter subtraído valores do banco em pelo menos 18 diferentes ocasiões.

Ele teria cometido "fraude de empréstimo em conexão com a compra de um automóvel de luxo".

"Entre julho e agosto de 2019, Henderson usou uma conta de mídia social para publicar várias fotos dele segurando grandes pilhas de dinheiro", diz o comunicado do MP divulgado pela emissora norte-americana.

Investigadores encontraram nos perfis de Henderson no Instagram e no Facebook diversas fotos em que ele posa com pilhas de dinheiro.

Segundo a Procuradoria dos Estados Unidos, ele teria usado parte do dinheiro roubado do banco, inclusive, para fazer um adiantamento de US$ 20 mil (valor equivalente a R$ 80 mil) em uma nova Mercedes-Benz, que também aparece em fotos nas suas redes sociais.

Henderson acumula duas acusações de fraude em instituições financeiras, 19 acusações de roubo, apropriação indébita e aplicação incorreta, além de 12 acusações de falsas declarações — com isso, ele pode ser condenado a passar 30 anos na prisão e pagar US$ 1 milhão (R$ 4,1 milhões) em multas.

Ele também é acusado de lavagem de dinheiro transacional, que acarreta uma pena de 10 anos atrás das grades e uma multa de US$ 250 mil (mais de R$ 1 milhão).

Notícias