Topo

Ações chinesas sobem com esperança de estímulo; Hong Kong volta a cair

14/11/2019 07h51

XANGAI (Reuters) - Os mercados de ações da China se recuperaram de mínimas em seis semanas e terminaram em alta nesta quinta-feira, depois de dados mostrando desaceleração mais acentuada da atividade industrial em outubro reforçarem expectativas de que Pequim anuncie novas medidas para apoiar o crescimento econômico.

O índice Xangai Composto avançou 0,16%, para 2.909,87 pontos. Na sessão anterior, o índice havia atingido o menor patamar de fechamento em mais de seis semanas.

O índice CSI300 encerrou com ganho de 0,15%.

O crescimento da produção industrial da China desacelerou significativamente mais do que o esperado em outubro, com a fraqueza na demanda global e doméstica e a prolongada guerra comercial com os Estados Unidos pesando sobre amplos segmentos da segunda maior economia do mundo.

A produção industrial cresceu 4,7% em relação ao ano anterior em outubro, segundo dados oficiais divulgados na noite de quarta-feira, abaixo da mediana das previsões de pesquisa da Reuters (+5,4%) e do resultado de setembro (+5,8%).

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,76%, a 23.141 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,93%, a 26.323 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,16%, a 2.909 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,15%, a 3.905 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,79%, a 2.139 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,15%, a 11.450 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,23%, a 3.231 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,55%, a 6.735 pontos.

(Por Andrew Galbraith)

Notícias