Topo

Chinês é indiciado por homicídio após cliente morrer por "terapia de tapas"

Hong Chi Xiao é condenado a prisão após paciente morrer por causa da sua "terapia de tapas" - Reprodução/Youtube
Hong Chi Xiao é condenado a prisão após paciente morrer por causa da sua "terapia de tapas" Imagem: Reprodução/Youtube
do UOL

Do UOL, em São Paulo

16/10/2019 18h06

Um chinês de 56 anos, identificado como Hong Chi Xiao, foi indiciado pela polícia da Inglaterra nesta semana por homicídio culposo após uma paciente morrer em decorrência de uma "terapia de tapas" aplicada pelo homem. A informação foi revelada pelo jornal britânico Daily Mirror.

Segundo a publicação, a vítima de 71 anos, identificada como Danielle Carr-Gomm, não teria resistido à força dos tapas aplicados pelo chinês durante uma sessão do "tratamento" realizada em um hotel na Inglaterra.

Ela teria procurado Xiao para se curar de diabetes. Ao vender seu "tratamento", o chinês afirmava que a terapia, que consiste em desferir fortes tapas no paciente na região da cabeça e do corpo com objetivo de melhorar a circulação sanguínea, poderia curar doenças como Alzheimer, câncer, bronquite e autismo.

O caso, que ocorreu em 2016, estava sendo investigado pela polícia inglesa, que determinou a prisão do homem. Agora, as autoridades inglesas buscarão um acordo para tentar efetuar a prisão de Xiao, cujo último endereço de residência conhecido fica na California.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias