Topo

Homem assassina ex, invade igreja e mata três em MG, diz polícia

Reprodução
Rudson Aragão Guimarães, acusado de ter matado quatro pessoas em Paracatu, região noroeste de Minas Gerais Imagem: Reprodução
do UOL

Marcellus Madureira

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

2019-05-21T22:49:23

2019-05-22T10:45:03

21/05/2019 22h49Atualizada em 22/05/2019 10h45

Após matar a ex-namorada, um homem invadiu uma igreja evangélica em Paracatu, região noroeste de Minas Gerais, e atirou contra os fiéis, deixando mais três pessoas mortas e uma gravemente ferida na noite desta terça-feira (21). Depois, o assassino foi baleado por policiais. As informações são da Polícia Militar mineira.

Segundo a PM, Rudson Aragão Guimarães esfaqueou a ex-namorada no pescoço ao vê-la conversando com parentes dele.

Em seguida, diz a polícia, o rapaz foi até a Igreja Batista Shalom com uma arma e atirou contra as pessoas que estavam no local.

Ele acertou primeiro um senhor na cabeça. Na sequência, recarregou a arma e também disparou contra uma senhora, dizem os bombeiros, chamados para socorrer a ocorrência.

A Polícia Militar também foi acionada e afirma que, ao chegar à igreja, presenciou mais um disparo, dessa vez contra uma mulher. As vítimas morreram dentro da igreja.

Os militares atiraram contra o autor dos disparos para contê-lo. Ele passa agora por cirurgia. "Se a gente não chega a tempo, ele tinha mais seis munições e a tragédia teria sido pior", diz o Major Santiago, porta-voz da Polícia Militar.

"Vim do inferno com missão para cumprir"

Ao entrar na igreja, segundo a Polícia Militar, Guimarães logo procurou pelo pastor. Ele dizia palavras desconexas e parecia bastante nervoso.

"Ao chegar na igreja, ele disse que teria voltado do inferno e que tinha uma missão para cumprir", disse aos jornalistas o Coronel Luís Magalhães.

Mais Notícias