Topo

Mãe diz reconhecer estuprador 5 anos depois, e filho inicia briga

do UOL

Bruna Alves

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-05-14T14:47:07

14/05/2019 14h47

Um jovem de 22 anos iniciou uma briga dentro de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) após sua mãe dizer que reconheceu no local um homem, de 47 anos, que a teria abusado sexualmente cinco anos atrás. O caso aconteceu na UPA de Jaguaré, em São José do Rio Preto (interior de São Paulo), na tarde do último domingo (12).

Segundo a GCM (Guarda Civil Municipal), dois agentes estavam fazendo uma ronda na UPA quando se depararam com a briga.

"Começou a confusão porque o filho foi tomar satisfação com o indivíduo e precisou da intervenção dos agentes", disse Roger Guilherme de Assis, assessor de imprensa da GCM.

Os nomes dos dois homens não foram informados. Já a identidade da mulher, de 40 anos, será preservada pela reportagem.

O registro de uma câmera de segurança gravou a confusão (veja o vídeo acima).

A GCM encaminhou os dois até a delegacia 1ª Central de Flagrantes e Atendimentos da cidade --onde foi registrado um boletim de ocorrência por causa da briga. Os envolvidos foram ouvidos e liberados em seguida.

Ainda segundo informações da GCM, o delegado não fez um boletim de ocorrência contra o suspeito por estupro.

"O delegado no dia tentou levantar [informações] para ver se tinha boletim de ocorrência da parte dela sobre esse suposto estupro, mas não havia nenhum, então ficou no ar, não tinha o que o delegado fazer", afirmou Assis.

A mulher foi orientada a ir até a Delegacia de Defesa da Mulher e prestar queixa contra o suposto agressor, mas até o meio-dia de hoje, ela não compareceu ao local.

Mais Notícias