Topo

Kremlin diz que Maduro é o presidente legítimo da Venezuela

24/01/2019 08h49

MOSCOU (Reuters) - O Kremlin afirmou nesta quinta-feira que Nicolás Maduro é o presidente legítimo da Venezuela, e que tentativas externas de usurpar o poder no país latino-americano desrespeitam a lei internacional.

O líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, declarou-se presidente interino na quarta-feira, conquistando o apoio de Washington e levando Maduro, que lidera a nação rica em petróleo desde 2013, a romper relações diplomáticas com os Estados Unidos.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que interferência externa no país é "inaceitável" e que as declarações de autoridades norte-americanas sugerindo a possibilidade de intervenção militar são muito perigosas.

(Reportagem de Tom Balmforth, Maxim Rodionov e Christian Lowe)

Mais Notícias