PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Maduro rechaça falas de Bolsonaro contra vacinas e o chama de 'imbecil' e 'palhaço'

8.dez.2020 - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante entrevista coletiva à imprensa - Manaure Quintero/Reuters
8.dez.2020 - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, durante entrevista coletiva à imprensa Imagem: Manaure Quintero/Reuters

Da EFE

27/10/2021 02h36Atualizada em 27/10/2021 10h23

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, criticou ontem o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (sem partido), por dar informações falsas sobre vacinas contra a covid-19 e o chamou de "imbecil" e "palhaço".

Maduro também classificou Bolsonaro como "irresponsável" e afirmou que ele comete "loucuras contra o povo brasileiro, contra a humanidade e contra a Venezuela".

"O imbecil do Jair Bolsonaro no Brasil... imbecil, palhaço, disse ontem uma estupidez típica de alguém de direita, desprestigiado (...) ele disse que as vacinas contra o coronavírus, quando aplicadas, causavam Aids", declarou o presidente venezuelano em um discurso transmitido pela emissora estatal "Venezolana de Televisión" (VTV).

Maduro referia-se a uma live feita por Bolsonaro no último dia 21, na qual o presidente brasileiro lia uma notícia falsa: "Relatórios oficiais do governo do Reino Unido sugerem que os totalmente vacinados — quem são os totalmente vacinados, aqueles depois da segunda dose, 15 dias depois — estão desenvolvendo a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (Aids) muito mais rápido do que o previsto".

"Bolsonaro, todos os dias, passa seu tempo falando mal da Venezuela, em vez de se dedicar a governar e atender o povo. O Brasil atingiu 600 mil mortes pelo coronavírus", afirmou Maduro.

Notícias