PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Biden conversa com chefes de Palestina e Israel em meio a conflitos em Gaza

Biden falou com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e o premiê de Israel, Benjamin Netanyahu - Nicholas Kamm/AFP
Biden falou com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e o premiê de Israel, Benjamin Netanyahu Imagem: Nicholas Kamm/AFP

15/05/2021 15h53Atualizada em 15/05/2021 16h45

O presidente americano, Joe Biden, conversou pelo telefone neste sábado (15) com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, em busca de soluções para o violento conflito instaurado entre o Hamas e Israel na Faixa de Gaza nos últimos dias.

Mahmoud Abbas recebeu um "importante" telefonema de Joe Biden, o primeiro desde que o presidente dos Estados Unidos assumiu o governo em janeiro, informou um porta-voz do presidente da Autoridade Palestina.

Benjamin Netanyahu, por sua vez, declarou a Joe Biden que ele "fez de tudo para evitar ferir" as pessoas não envolvidas nos conflitos com o Hamas e outros grupos em Gaza.

De acordo com um resumo da ligação enviado pelo gabinete de Netanyahu, o primeiro-ministro israelense afirmou a Biden que "as pessoas não envolvidas [no conflito] foram retiradas" da torre em Gaza que abrigava escritórios de diversos meios de comunicação, assim como os ocupantes de outros escritórios e apartamentos que foram destruídos hoje cedo por um ataque aéreo israelense.

"O primeiro-ministro Netanyahu agradeceu ao presidente pelo apoio dos Estados Unidos ao nosso direito de nos defender", indica o comunicado.

Ataque a escritórios da imprensa

A agência de notícias americana Associated Press comunicou neste sábado ter ficado "chocada e horrorizada" com o ataque israelense que destruiu a torre que abrigava seus escritórios e também os do canal de televisão Al-Jazeera, em Gaza.

A Casa Branca afirmou ter advertido Israel que garantir a integridade dos jornalistas seria "crucial". "Dissemos aos israelenses diretamente que garantir a segurança dos jornalistas e da mídia independente é uma responsabilidade da maior importância", tuitou Jen Psaki, porta-voz do executivo dos Estados Unidos.

Jornalistas da AFP viram a torre de 13 andares ser pulverizada por diversos mísseis.

"Estamos chocados e horrorizados que os militares israelenses visem e destruam o prédio que abriga o escritório da AP e de outros meios de comunicação em Gaza", declarou o chefe da Associated Press, Gary Pruitt, em um comunicado.

(Com informações da AFP)

Notícias