PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Mester, do Fed, diz que será "deliberadamente paciente" em relação à inflação

05/05/2021 14h18

(Reuters) - A economia dos Estados Unidos está recuperando-se mais rápido do que muitos formuladores de política monetária esperavam, mas uma "recuperação de base ampla está levando mais tempo para ser alcançada" e mais progresso será necessário no mercado de trabalho antes que as condições do Federal Reserve para reduzir seu amplo apoio sejam atendidas, afirmou a presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, nesta quarta-feira.

A taxa de desemprego pode cair para 4,5% ou menos neste ano e o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) provavelmente ficará no "intervalo de 6% a 7%", disse Mester em comentários preparados para o Boston Economic Club.

"Minha perspectiva de referência positiva depende de uma política monetária apropriada, que, na minha opinião, precisará ser muito acomodatícia por algum tempo para apoiar a ampliação da recuperação", disse ela, ecoando comentários de outras autoridades do Fed nesta quarta-feira.

Mester disse que as pressões inflacionárias que ela e outros esperam vir à tona este ano, decorrentes de comparações com níveis fracos de um ano atrás e gargalos de oferta que estão surgindo com a reabertura da economia, não devem ser suficientes para atender à estrita orientação futura do Fed para redução de sua postura monetária expansionista.

"Eu não consideraria o aumento da inflação que espero este ano ser o tipo de aumento sustentável necessário para cumprir a orientação futura sobre nossa taxa de juros", disse Mester. "Portanto, espero ser deliberadamente paciente, a menos que haja evidências claras de que as pressões inflacionárias farão com que a inflação ultrapasse nossa trajetória desejada."

Além disso, ela disse, embora o mercado de trabalho esteja melhorando, mais progresso também é necessário antes que qualquer mudança no programa de compra de ativos do Fed esteja sobre a mesa.

(Por Dan Burns)

Notícias