PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Homem é condenado nos EUA após atirar na namorada em brincadeira sexual

Andrew Shinault atirou na namorada em 2019 e foi condenado esta semana - Reprodução/Fox News
Andrew Shinault atirou na namorada em 2019 e foi condenado esta semana Imagem: Reprodução/Fox News
do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/04/2021 12h58

Um homem, identificado como Andrew Shinault, de 25 anos, foi condenado e preso após matar a namorada durante uma brincadeira sexual. De acordo com o Daily Star, ele atingiu a companheira, Paloma Williams, de 24 anos, ao manusear uma arma de fogo.

O casal estava namorando há apenas quinze dias e já haviam utilizado armas em jogos sexuais anteriores. O caso aconteceu em maio de 2019 e a condenação saiu esta semana.

Segundo a Fox News, durante uma audiência, Shinault fez um acordo e se confessou culpado de acusações de homicídio culposo em troca de dois anos de prisão seguidos de 12 anos de liberdade condicional.

O promotor John Terry disse que Shinault estava drogado com metanfetamina quando usou sua arma carregada.

"No decorrer da peça, a arma disparou, matando Paloma Williams", disse ele.

Shinault ainda disse à polícia após sua prisão que ele e Paloma estavam usando a arma para "excitação sexual" em sua casa na Flórida, nos Estados Unidos.

O incidente ocorreu após Paloma esfregar a arma pelo corpo de Shinault. O homem foi fazer o mesmo com ela, mas quando disse segurou o revólver contra o peito, puxou o gatilho e a arma disparou.

A namorada caiu e Shinault gritou por seus pais, que estavam na residência. Ela foi socorrida e morreu mais tarde no Hospital Regional de Brandon.

Shinault disse que Paloma "deve ter" removido a trava de segurança quando brincava com o objeto. Entretanto, os policiais examinaram a arma descobriram que o botão de segurança não podia ser facilmente manipulado. O homem disse que não pretendia atirar em sua namorada e se diz arrependido do ocorrido.

Notícias