PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

Não tive reação, nem febre e nem dor no braço, diz 1ª vacinada no Rio

Dulcineia Lopes da Silva, 59, primeira imunizada contra a covid-19 no Rio de Janeiro  - Tatiana Campbell/UOL
Dulcineia Lopes da Silva, 59, primeira imunizada contra a covid-19 no Rio de Janeiro Imagem: Tatiana Campbell/UOL
do UOL

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio

19/01/2021 15h57

Ainda emocionada por ter sido a primeira moradora do Rio de Janeiro a ser vacinada, a técnica de enfermagem Dulcineia da Silva Lopes, 59, disse que não sentiu nenhuma reação à CoronaVac.

"Eu estou bem, não tive reação nenhuma, dor no braço, febre, dor de cabeça, não tive nada. Eu tomei a vacina e estou bem", disse Dulcineia.

Trabalhando na linha de frente no combate ao coronavírus, Dulcineia conversou com o UOL e contou sobre a alegria de ter sido a escolhida.

"A emoção foi muito grande. Quando eu fui convidada para ser a primeira pessoa a receber a vacina, eu fiquei muito emocionada. E a emoção foi dupla quando eu cheguei no Cristo Redentor, um lugar que eu nunca tinha ido", acrescentou a técnica de enfermagem.

Por ter sido a primeira a ser vacinada, Dulcineia Lopes contou ainda que já está sendo reconhecida nas ruas do Rio.

"Ontem eu estava voltando para casa de ônibus e fui reconhecida por uma passageira. Ela me perguntou se era eu a pessoa quem tinha tomado a primeira dose da vacina, eu disse que não (risos), fiquei com medo, mas hoje, aconteceu de novo e eu falei que 'sim'. Muito orgulho de fazer parte disso".

A técnica de enfermagem trabalha no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, na zona norte do Rio. A unidade é considerada como referência no tratamento da covid-19. Por mais que já tenha vivenciado momentos difíceis durante a pandemia, Dulcineia disse que jamais teve medo, apenas respeito pela doença. "Não tenham medo! Tomem a vacina! O meu presente de hoje é o futuro da população amanhã. Eu não estou imunizada, eu tomei a primeira dose, vou tomar a segunda ainda, mas não podemos relaxar".

Ela disse ainda que por mais que as pessoas tomem a vacina, é fundamental que todos continuem se protegendo já que isso é "uma ajuda coletiva".

Doses da CoronaVac já estão no Rio

As quase 488 mil doses da vacina CoronaVac que serão usadas na primeira fase da imunização contra a covid-19 no Rio de Janeiro chegaram à capital fluminense hoje pela manhã. O último lote veio em um voo comercial, que aterrissou por volta das 4h30, depois de atrasos enfrentados ontem.

As doses serão usadas para imunizar mais de 232 mil fluminenses do grupo prioritário, entre profissionais da saúde, idosos em abrigos, índios e quilombolas.

Notícias