PUBLICIDADE
Topo

Junhinho Pernambucano critica ganância de Neymar e provoca reação de Leonardo do PSG

08/07/2020 09h40

Críticas a Neymar provocaram desavença pública entre brasileiros que dirigem clubes na França: os ex-jogadores Juninho Pernambucano, do Lyon, e Leonardo, do PSG. Le Parisien escreve nesta quarta-feira (8) que o duelo entre os dois clubes franceses no próximo dia 31 de julho, no Stade de France, pela final da Copa da Liga já começou nos bastidores.

Críticas a Neymar provocaram desavença pública entre brasileiros que dirigem clubes na França: os ex-jogadores Juninho Pernambucano, do Lyon, e Leonardo, do PSG. Le Parisien escreve nesta quarta-feira (8) que o duelo entre os dois clubes franceses no próximo dia 31 de julho, no Stade de France, pela final da Copa da Liga já começou nos bastidores.

As críticas ao atacante brasileiro do PSG foram feitas por Juninho Pernambucano no The Guardian, informa o diário francês. Na longa entrevista concedida ao jornal inglês, o ex-jogador e atual diretor esportivo do Olympique de Lyon, de 45 anos, abordou temas importantes como o racismo ou a pandemia da Covid-19.

Juninho Pernambucano é um opositor declarado do presidente Jair Bolsonaro ao contrário da maioria dos jogadores brasileiros que são favoráveis ao governo do ex-capitão, ressalta Le Parisien. Por isso, ao The Guardian Juninho disse também que não fala com 90% da família dele por terem apoiado Bolsonaro

Mas o diretor do Lyon também falou de futebol e aproveitou a entrevista para criticar a relação entre dinheiro e o esporte. Segundo ele, o sistema atual não é bom e citou Neymar para justificar sua análise.

Ensinam aos jogadores brasileiros a só pensar em dinheiro

Juninho afirma que no Brasil é ensinado aos jogadores a só pensar em dinheiro. Já na Europa, a mentalidade é diferente. Ele confessa que inconscientemente fez seu plano de carreira pensando em jogar em um outro grande clube e não somente por motivos esportivos. "Me ensinaram que eu deveria escolher quem pagasse mais", conta.

"Essa é a via brasileira. Vejam o caso de Neymar, ele veio atuar no PSG somente pelo dinheiro. O Paris Saint-Germain deu tudo que o atacante brasileiro queria e agora ele quer ir embora antes do final de seu contrato", alfineta. Juninho aconselha Neymar a se mostrar generoso e a retribuir, em campo, tudo o que o PSG lhe ofereceu.

O heptacampeão do campeonato francês com o Lyon culpa a cultura de "ganância" enraizada no Brasil e por isso fala que avalia Neymar como jogador e como pessoa. O jogador é um dos três melhores do mundo, está no mesmo nível que Cristiano Ronaldo e Messi. Mas como pessoa, "ele precisa se questionar e crescer. Por enquanto, ele faz apenas o que a vida o ensinou", assinala o diretor esportivo do Lyon.

"Parem de falar dos jogadores do PSG"

As declarações não agradaram nenhum pouco Leonardo, o diretor esportivo do PSG. Convidado na noite de terça-feira no canal de TV francês RMC Sport para reagir a entrevista de seu compatriota, Leonardo não escondeu sua irritação.

"Não entendo por que o presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, e agora Juninho, falam tanto do PSG. Acho que seria melhor que falassem do próprio clube deles. Nós não comentamos a situação do Lyon e peço a eles para parar de falar de nossos jogadores e de nosso time", reclamou.

 

Notícias