PUBLICIDADE
Topo

Papa reconhece "virtudes heroicas" de freira brasileira

Madre Thereza Maria de São João da Cruz fez a primeira exumação dos restos mortais -- que se encontravam intactos e preservados -- de Maria do Carmo da Santíssima Trindade, mais conhecida como Madre Carminha de Tremembé (imagem de arquivo) - Lucas Lucaz Ruiz/Folha Imagem
Madre Thereza Maria de São João da Cruz fez a primeira exumação dos restos mortais -- que se encontravam intactos e preservados -- de Maria do Carmo da Santíssima Trindade, mais conhecida como Madre Carminha de Tremembé (imagem de arquivo) Imagem: Lucas Lucaz Ruiz/Folha Imagem

Cidade do Vaticano

24/01/2020 11h32

A Congregação para as Causas dos Santos promulgou hoje um decreto no qual o papa Francisco reconhece as "virtudes heroicas" de Maria do Carmo da Santíssima Trindade, mais conhecida como Madre Carminha de Tremembé (1898-1966).

O reconhecimento das "virtudes heroicas" comprova os requisitos de vida necessários para o início formal do processo de canonização pela Igreja Católica.

Madre Carminha é considerada uma "serva de Deus", nome dado àquelas que já tiveram o procedimento de santificação aberto pelo Vaticano.

Para tornar a freira santa, será necessária a comprovação de dois milagres, um para a beatificação e outro para a canonização.

Nascida no interior de São Paulo, Madre Carminha pertencia à Ordem das Carmelitas Descalças e morreu em 13 de julho de 1966, em Taubaté, depois de uma vida dedicada à fé e aos pobres.

A freira passou a ser venerada na década de 1970, após uma exumação ter revelado que seu corpo estava intacto. Ela pode se tornar a segunda santa católica nascida no Brasil, após Irmã Dulce, canonizada em 13 de outubro de 2019.

Notícias