Topo

Dow Jones chega a 10ª alta seguida em dia marcado por corte nos juros nos EUA

18/09/2019 19h21

Nova York, 18 set (EFE).- O índice Dow Jones Industrial completou nesta quarta-feira seu décimo fechamento seguido em alta, estimulado pela redução dos juros básicos nos Estados Unidos anunciada pelo Federal Reserve (Fed), como esperado pelos mercados.

O principal indicador da Bolsa de Nova York subiu 0,13%, para 27.147,08 pontos. O seletivo S&P 500 avançou 0,03%, para 3.006,73, e o índice composto da Nasdaq caiu 0,11% e fechou aos 8.177,39.

O presidente do Fed, Jerome Powell, justificou o segundo corte seguido nos juros nos EUA - que agora estão no patamar de 1,75% a 2% - alegando a perda de ritmo do crescimento global, especialmente na China e na Europa, e a "incerteza" gerada pelas tensões comerciais.

O presidente Donald Trump, que atacou em diversas ocasiões o banco central americano e o próprio Powell por não fazerem uma redução mais forte nos juros, voltou a atacar o presidente do Fed, afirmando no Twitter que ele "não têm culhões, nem bom senso, nem visão".

No plano comercial, não houve avanços além de um comentário de Trump sobre a proximidade de um acordo entre EUA e China, cujos representantes devem se reunir no mês que vem para buscar solução para um conflito tarifário que já dura quase um ano.

No Dow Jones, as principais altas do dia foram das ações de JPMorgan Chase (1,01%), Apple (0,94%), Microsoft (0,82%), Merck (0,63%), Johnson & Johnson (0,56%) e Walmart (0,56%). As quedas mais acentuadas foram dos papéis de Dow (-1,02%), Caterpillar (-0,87%), UnitedHealth (-0,81%), Walgreens (-0,78%) e Visa (-0,67%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro caía para US$ 1.501, e o rendimento dos títulos dos treasuries com vencimento em 10 anos caía para 1,80%. EFE

Mais Notícias