Topo

Medo de recessão influencia, e Dow Jones cai pela 1ª vez em 4 dias

20/08/2019 20h36

Nova York, 20 ago (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta terça-feira em baixa pela primeira vez considerando os últimos quatro pregões graças à retomada do medo de uma recessão econômica por parte dos investidores e enquanto algumas das principais potências econômicas mundiais avaliam medidas para resistir a uma possível desaceleração.

O principal indicador da bolsa de Nova York caiu 0,66%, para 25.962,44 pontos. O seletivo S&P 500 recuou 0,79%, para 2.900,51, e o Nasdaq Composite fechou em queda de 0,68%, aos 7.948,56 pontos.

A abertura do pregão já foi marcada por quedas em função das incertezas entre os investidores sobre a saúde da economia global, já que potências como a China e a Alemanha começaram a tomar medidas para resistir a uma possível desaceleração do crescimento.

Quem não parece muito preocupado com a probabilidade de recessão é o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que hoje disse considerar esse cenário "muito distante", mas reiterou a cobrança para que o Federal Reserve (Fed), banco central do país, corte em os juros básicos em 1 ponto percentual.

Além disso, Trump afirmou que está avaliando uma possível redução de impostos para estimular a economia.

"Venho pensando sobre os impostos sobre os salários há muito tempo. Muita gente gostaria de ver isso", declarou o presidente na na Casa Branca.

As quedas no Dow Jones foram compensadas em parte graças à forte valorização dos títulos da rede de lojas de bricolagem Home Depot (4,45%), que apresentou resultado melhor do que os esperado para o primeiro semestre fiscal (lucrou US$ 5,992 bilhões, 1,4% a mais do que no mesmo periodo no ano passado) e apesar de ter diminuído sua previsão de receita para este ano.

No Dow Jones, além dos papéis da Home Depot, apenas os da United Technologies subiram, mas discretamente, 0,05%, e os da Apple fecharam estáveis. Entre as várias quedas, as mais acentuadas foram as dos títulos de Dow (-5,26%), American Express (-2,38%), UnitedHealth (-1,90%) e Pfizer (-1,59%).

No horário de fechamento da bolsa, a rentabilidade dos treasuries de dez anos era de 1,547%, e a onça do ouro subia para US$ 1.517,90. EFE

Mais Notícias