Topo

Ventos atrapalham bombeiros a conter grande incêndio no centro de Portugal

21/07/2019 17h20

Vila de Rei (Portugal), 21 jul (EFE).- Os fortes ventos registrados na região central de Portugal atrapalham os bombeiros que tentam controlar um grande incêndio no município de Vila de Rei, que já se estendeu para Mação, na província de Beira Baixa.

O comandante da Autoridade Nacional de Proteção Civil na região, Luis Belo Costa, afirmou em entrevista coletiva que a situação continua sendo "muito grave" e que 30 pessoas já foram atendidas pelas equipes de resgate por causa do incêndio.

Segundo Costa, a mudança de direção dos ventos dificultou os trabalhos dos cerca de 800 bombeiros deslocados para a região, provocando novos focos de incêndio em regiões onde havia menos homens atuando para conter o avanço do fogo.

As chamas já destruíram vários imóveis, mas a Autoridade Nacional de Proteção Civil ainda não tem um balanço dos danos causados pelo fogo.

Das 30 pessoas atendidas pelas equipes de resgate, nove foram transferidas a hospitais. Uma delas estava com queimaduras graves, segundo o Instituto Nacional de Emergência Médica de Portugal.

O incêndio em Mação agora se dirige para o sul, cruzando a estrada que liga Cardigos a Arganil, e os bombeiros tentam impedir que o fogo, que atingiu altura de mais de dez metros, chegue às duas cidades.

Vários moradores que tentam deixar a região estão parados perto da estrada, com medo de seguir viagem e serem atingidos pelo fogo.

As autoridades investigam as circunstâncias dos incêndios registrados neste fim de semana na região central de Portugal. Segundo a imprensa local, a Polícia Judicial encontrou artefatos incendiários em Vila de Rei que poderiam ter sido usados para dar início ao fogo. EFE

Mais Notícias