Topo

Tribunal de Tóquio concede liberdade a Ghosn sob fiança de US$ 4,46 milhões

2019-04-24T23:48:00

24/04/2019 23h48

Tóquio, 25 abr (EFE).- Um tribunal de Tóquio aceitou nesta quinta-feira (data local) a libertação, sob fiança, do ex-presidente da Renault e da Nissan Motor, o brasileiro Carlos Ghosn, pelas novas acusações contra ele, de acordo com informações de fontes judiciais.

Ghosn foi preso pela segunda vez no último dia 4, quase um mês depois de deixar a prisão também após pagamento de fiança, por outras acusações anteriores, todas por irregularidades financeiras cometidas supostamente durante sua gestão à frente da Nissan.

Segundo as fontes judiciais, o tribunal estabeleceu uma fiança de 500 milhões de ienes (cerca de US$ 4,46 milhões). Mas de acordo com a imprensa local, a Promotoria pode recorrer desta decisão do tribunal. EFE

Mais Notícias