PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Conteúdo publicado há
1 mês

África do Sul paga 2,5 vezes mais que Europa nas vacinas contra a covid-19

Enquanto vacina custa 1,78 euros para países da União Europeia, África do Sul pagará 4,32 euros - Divulgação
Enquanto vacina custa 1,78 euros para países da União Europeia, África do Sul pagará 4,32 euros Imagem: Divulgação

21/01/2021 15h09

A África do Sul pagará as primeiras doses da vacina desenvolvida pela AstraZeneca/Oxford quase 2,5 vezes mais caras que na Europa, informou o ministério da Saúde do país africano hoje.

"O preço de 5,25 dólares (cerca de 4,32 euros) é o que nos foi comunicado", declarou o ministério à AFP, sem explicar o porquê desta diferença.

As 1,5 milhão de vacinas esperadas na África do Sul para as próximas semanas, obtidas nas negociações bilaterais entre o governo com a aliança AstraZeneca/Oxford, estão sendo fabricadas no Serum Institute of India (SII).

Os países da União Europeia (UE) pagarão pelas vacinas do mesmo laboratório somente 1,78 euros, de acordo com a informação de meados de dezembro divulgada no Twitter por um ministro belga.

O preço das vacinas é atualmente um assunto delicado em nível mundial, com muitas negociações em andamento com os grandes laboratórios farmacêuticos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu recentemente aos governos para encerrar as negociações bilaterais com os laboratórios, sob risco de aumentar os preços.

A África do Sul tem dificuldades para financiar a imunização de sua população - 59 milhões de pessoas -, e integra o sistema Covax da OMS para um acesso igualitário das vacinas.

A aliança AstraZeneca/Oxford havia se comprometido a vender suas doses a preço de custo, aproximadamente 2,50 euros, "para fornecer a vacina para a população mais ampla possível", afirmou à AFP o presidente da AstraZeneca França.

A África do Sul enfrenta uma segunda onda mortal, com quase 39.000 mortes. O presidente Cyril Ramaphosa anunciou recentemente ter conseguido 20 milhões de vacinas para o primeiro semestre de 2021, entre vários laboratórios, mas sem especificar quais.

O governo é muito criticado pela demora em estabelecer um plano de vacinação.

Notícias