PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Equador receberá crédito de US$ 500 milhões do Banco Mundial

24/11/2020 23h01

Quito, 25 Nov 2020 (AFP) - O Equador receberá um crédito de 500 milhões de dólares do Banco Mundial para reativar sua economia, informou nesta terça-feira (24) o presidente, Lenín Moreno.

"Graças a uma acertada política econômica, o Equador consegue a aprovação de crédito de $500 milhões do @BancoMundial. Avançamos para a reativação econômica", escreveu o presidente no Twitter.

Mauricio Pozo, ministro da Economia e Finanças, acrescentou na mesma rede social que o Banco Mundial entregará adicionalmente uma "doação" de 14 milhões de dólares, "devido à boa gestão financeira, para apoiar a reativação e a proteção social".

O Banco Mundial informou, sem detalhar a taxa de juros, que o crédito será reembolsável em 11 anos, e haverá uma margem de quatro anos de carência.

"Os recursos do empréstimo darão assistência ao governo para manter o apoio às famílias mais afetadas pela pandemia de COVID-19" e para "o desenvolvimento do setor privado e impulsionar a recuperação econômica", destacou o organismo em um comunicado.

Os US$ 14 milhões, acrescentou, são parte do Mecanismo Global de Financiamento Concessional, criado para "apoiar os países de renda média que acolhem um grande número de refugiados".

No Equador, mais de 62.000 pessoas, a maioria colombianas, vivem como refugiados, segundo a chancelaria.

O Equador anunciou na segunda-feira que também receberá um novo reembolso de 2 bilhões de dólares do Fundo Monetário Internacional (FMI) no âmbito de um empréstimo acordado de 6,5 bilhões de dólares para apoiar um plano de reformas no país andino.

O país recebeu em outubro passado os primeiros 2 bilhões de dólares do Serviço Ampliado do Fundo (SAF), firmado com o FMI.

pld/gm/mvv

Twitter

Notícias