PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Bolsonaro ironiza "alta cúpula" de Brasília por usar máscara e pegar covid

do UOL

Do UOL, em São Paulo

24/09/2020 19h29

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ironizou a "alta cúpula do poder" de Brasília por usar máscara de proteção facial e, mesmo assim, pegar o coronavírus, durante sua live semanal realizada na noite de hoje.

"Fico vendo Brasília, não posso falar nomes aqui, mas a alta cúpula do poder de Brasília, alguns do Executivo, do Judiciário bastante, do Legislativo também, com máscara 24 horas por dia. Dormiam com máscara, cumprimentavam assim [com ombro], pegaram o vírus agora. Não adianta isso aí", disse Bolsonaro.

"O que eu falava lá atrás, tomar cuidado quem tem comorbidade, esperando uma vacina, um remédio comprovado cientificamente, mas não adianta, vai acabar ficando em casa, não resolve nada, porque você um dia vai ter que sair da toca, vai ter que sair de casa e vai acabar pegando o vírus", acrescentou, em seguida, sem citar nomes.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi diagnosticado com covid-19 na semana passada. Davi Alcolumbre, presidente do Senado, também se infectou com o novo coronavírus.

Vários ministros e políticos próximo a Bolsonaro pegaram covid-19 ao longo de seis meses, como Onyx Lorenzoni (Cidadania), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovação), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Walter Souza Braga Netto (Casa Civil) e Jorge Oliveira (Secretaria-Geral da Presidência da República), entre outros.

"Eu fui um dos poucos ministros que não pegou", brincou Ricardo Salles (Meio Ambiente), durante a live com Bolsonaro.

Nomes importantes do Judiciário também anunciaram que se infectaram com o vírus. A ministra do STF (Superior Tribunal Federal) Cármen Lúcia, por exemplo, anunciou ontem que teve um diagnóstico positivo para a covid-19. Com a confirmação da contaminação da ministra pelo novo coronavírus, já são nove autoridades infectadas que estiveram na posse do ministro Luiz Fux como presidente do STF no último dia 10, incluindo o próprio Fux.

"Mofo no pulmão"

Em julho, o próprio presidente Bolsonaro anunciou que estava tomando antibiótico para tratamento para covid-19 —ou, em suas palavras, "mofo no pulmão". O presidente passou 20 dias em isolamento.

"Estou bem, já estou curado", disse o presidente no Palácio da Alvorada, no início de agosto.

Notícias