PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Maduro outorga máxima patente militar a funcionário punido por EUA e UE

04/08/2020 21h57

Caracas, 5 Ago 2020 (AFP) - O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, outorgou nesta terça-feira a máxima patente militar ao seu ministro do Interior, general Néstor Reverol, funcionário punido por Estados Unidos e União Europeia.

"Decidi promovê-lo, major-general, a general em chefe da nossa Guarda Nacional Bolivariana" (GNB), anunciou Maduro durante ato em Caracas. Considerado leal pelo governante socialista, Reverol é o primeiro membro da GNB - corpo militar encarregado da ordem pública - a alcançar a patente mais alta além dos três braços tradicionais das Forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica).

A cúpula militar é considerada um dos pilares de Maduro, que mantém o poder com o apoio de países como Rússia e China, apesar da ofensiva do líder parlamentar opositor Juan Guaidó, reconhecido pelos Estados Unidos e por meia centena de governos como presidente encarregado da Venezuela.

Assim como outros funcionários do círculo do presidente, em que figuram membros do alto comando das Forças Armadas, o ministro é alvo de sanções dos Estados Unidos e da União Europeia, que o acusam de corrupção e violação dos direitos humanos.

A promoção acontece depois que o principal diplomata do governo Trump para assuntos venezuelanos, Elliott Abrams, disse que a Casa Branca irá apoiar Guaidó, não importando o resultado das eleições parlamentares de dezembro, que serão boicotadas pela maioria da oposição venezuelana, que as considera uma fraude.

atm/erc/yow/lb

Notícias