PUBLICIDADE
Topo

Câmara de São Paulo aprova em 1ª votação o fim do salário-esposa

Prédio da Câmara Municipal de São Paulo - Luis França/Divulgação/Câmara Municipal de São Paulo
Prédio da Câmara Municipal de São Paulo Imagem: Luis França/Divulgação/Câmara Municipal de São Paulo
do UOL

Do UOL, em São Paulo

16/07/2020 12h32Atualizada em 16/07/2020 13h16

A Câmara de vereadores São Paulo aprovou o projeto de lei que acaba com o salário-esposa, pago a servidores homens cujas mulheres não trabalham. O tema passou pela primeira votação ontem.

O benefício é pago desde 1979. Embora o valor seja de R$ 3,39 por mês a cada servidor, na conta anual, ele gera um gasto de R$ 500 mil.

O projeto de lei foi proposto pela vereadora Soninha Francine (Cidadania) e ainda precisa passar por uma segunda votação. Depois, se aprovado, segue para sanção do prefeito Bruno Covas (PSDB).

Notícias