PUBLICIDADE
Topo

S&P 500 e Nasdaq recuam com liquidação em tecnologia e resultados mistos de bancos

14/07/2020 12h06

Por Medha Singh e Devik Jain

(Reuters) - Os índices S&P 500 e Nasdaq caíam em pregão instável nesta terça-feira, com investidores digerindo uma série de resultados trimestrais mistos de bancos norte-americanos e com novas restrições na Califórnia pesando sobre papéis de tecnologia.

O maior banco dos Estados Unidos, JPMorgan Chase & Co, subia 2,2% após registrar uma queda menor do que o esperado de 51% no lucro do segundo trimestre e de reservar 10,5 bilhões de dólares para cobrir potencial inadimplência.

No entanto, o Wells Fargo & Co caía 5,8% depois de registrar perda trimestral pela primeira vez desde a crise financeira de 2008. O Citigroup Inc recuava 0,8% por registrar uma queda acentuada no lucro trimestral.

As perdas nas ações bancárias pressionavam o índice de bancos do S&P 500 para baixo, recuando 0,9%.

"Estamos claramente propensos a mais volatilidade com o início da temporada de balanços, e esses aumentos do vírus na Califórnia, Texas, Tennessee e Flórida continuarão mantendo as pessoas nervosas", disse Randy Frederick, vice-presidente de comércio e derivativos na Charles Schwab.

Wall Street apagou a maior parte de suas perdas causadas pelo coronavírus desde março diante de uma série de estímulos monetários e fiscais, e a melhora dos dados econômicos gerou esperanças de uma rápida recuperação pós-pandemia.

Mas um recente aumento recorde nos casos de Covid-19 e novas restrições de negócios, particularmente na Califórnia, provocavam uma liquidação em ações de tecnologia, com o Nasdaq se afastando de máximas recordes.

As ações de tecnologia caíam 1%, liderando a perdas entre os principais setores de S&P.

O medidor de medo de Wall Street subia pelo segundo dia consecutivo, para o nível mais alto em duas semanas.

O índice Dow Jones subia 0,34%, a 26.175 pontos, enquanto o S&P 500 pedia 0,31%, a 3.145 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,95%, a 10.292 pontos.

(Reportagem de Medha Singh e Devik Jain)

Notícias