PUBLICIDADE
Topo

Rússia registra terceiro medicamento para combater novo coronavírus

08/07/2020 17h42

Moscou, 8 jul (EFE).- O Ministério da Saúde da Rússia registrou o Koronavir, da empresa R-Pharm, o terceiro medicamento para combater a Covid-19 criado com base no favipiravir, o medicamento experimental japonês contra a gripe, de acordo com o Registro Estatal de Medicamentos.

O primeiro medicamento foi o Avifavir, produzido pelo Fundo de Investimento Direto da Rússia e pela empresa KhimRar, seguido por Areplivir, da empresa Promomed.

"O Koronavir é um dos primeiros medicamentos na Rússia e no mundo que não trata as complicações causadas pela SARS-CoV-2, mas combate o próprio vírus", afirmou o comunicado divulgado hoje pela R-Pharm.

Segundo a empresa, o Koronavir bloqueia efetivamente a replicação do vírus, o que foi comprovado durante as investigações clínicas do processo de registro.

"O surgimento do Koronavir na Rússia é de importância inestimável, não apenas do ponto de vista da saúde dos pacientes", disse o presidente do conselho de administração da empresa, Alexey Repik.

Segundo o empresário, a capacidade do Koronavir de bloquear rapidamente a reprodução do vírus "reduz a velocidade de sua propagação e garante a segurança das pessoas próximas ao paciente".

A empresa anunciou que, após o registro, o medicamento será enviado para regiões russas e será usado em hospitais de Moscou, São Petersburgo, Iaroslavl e outras cidades que tratam pacientes com Covid-19. EFE

fss/phg

Notícias