PUBLICIDADE
Topo

Filho de coronel é pego em blitz dirigindo carro da polícia e é liberado

Veículos da frota da PM no Maranhão; carro conduzido por filho de coronel não tinha identificação da corporação - Karlos Geromy/Secap-MA
Veículos da frota da PM no Maranhão; carro conduzido por filho de coronel não tinha identificação da corporação Imagem: Karlos Geromy/Secap-MA
do UOL

Aliny Gama

Colaboração para o UOL, em Maceió

13/12/2019 18h18Atualizada em 14/12/2019 13h00

O filho de um coronel da Polícia Militar do Maranhão foi flagrado dirigindo um carro da corporação e sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação) na avenida dos Holandeses, em Ponta D' Areia, São Luís. Ele foi parado em uma blitz policial, mas apesar de não estar habilitado, foi liberado e saiu dirigindo o veículo.

O nome e a idade do rapaz não foram divulgados. Ele é filho do coronel Marco Antônio Terra Schutz, que acabou sendo afastado por ordem do governador, Flávio Dino (PCdoB).

Segundo policiais, o próprio coronel liberou o filho e ainda mandou que o rapaz conduzisse o veículo após a abordagem. A blitz ocorreu no dia 4 de dezembro, próximo ao hotel Veleiros Mar Hotel. O caso chegou esta semana à Corregedoria da PM.

O veiculo, de modelo Mitsubishi Pajero, foi parado pelos policiais militares em uma blitz de rotina, por volta da 0h do dia 4. O UOL apurou que o rapaz informou que não tinha CNH e telefonou para o pai ir resolver a situação.

Ao checar a placa do veículo, os policiais descobriram que se tratava de um carro da PM, descaracterizado, e que não poderia ser conduzido por uma pessoa que não fosse da corporação. O carro estava sem os adesivos que identificam a frota da PM.

Os policiais informaram ao rapaz que apreenderiam o carro e que ele iria ser conduzido à delegacia, mas, no mesmo momento, foram surpreendidos com a chegada do coronel. Ainda segundo apuração do UOL, o policial teria chegado de forma brusca, usando da sua patente de coronel e liberado o filho e o veículo. O rapaz foi embora dirigindo o carro da polícia.

"A situação causou constrangimento da equipe, que estava ali para cumprir a lei. Além de o condutor não possuir carteira de habilitação, o veículo da polícia só poderia ser conduzido por um militar que estivesse habilitado para tal. O coronel chegou, liberou e ninguém pôde fazer nada, pois não tinha ninguém da mesma patente na blitz", contou uma fonte.

Coronel é afastado

O governador Flávio Dino (PCdoB) afastou, na noite de hoje, o coronel Terra do quadro da Polícia Militar, por ter permitido que "pessoa estranha à corporação, fizesse uso, em proveito próprio e sem observância das formalidades legais, de viatura policial integrante do patrimônio do estado, inclusive com a retirada da plotagem de identificação da Polícia Militar".

O governador determinou ainda que a PM tome providências necessárias para ser instaurado conselho de justificação, ao qual o militar será submetido.

O UOL tentou contato com o coronel Terra, na tarde de hoje, mas o telefone dele estava desligado.

Notícias