PUBLICIDADE
Topo

Apertado para um zero km? Veja 7 bons SUVs usados de até R$ 50 mil

Peugeot 2008 é uma das boas opções com poucos anos de uso na faixa de R$ 50 mil - Divulgação
Peugeot 2008 é uma das boas opções com poucos anos de uso na faixa de R$ 50 mil Imagem: Divulgação
do UOL

Do UOL, em São Paulo

29/02/2020 04h00

Os brasileiros aprenderam a gostar dos SUVs. Eles combinam a robustez de um modelo off-road, o espaço para bagagem de um monovolume e o conforto de carros de passeio. São altos, o que também traz vantagens: impõem algum respeito no trânsito e sofrem menos em lombadas, valetas e buracos.

E tem a questão de estilo, decisiva para alguns: são os modelos da moda, enquanto sedãs e peruas passaram a ser vistos como "caretas".

Mas essa escolha tem um preço. São carros bem mais caros que os hatches compactos, do valor de aquisição à manutenção, passando pelo consumo de combustível. Na hora de buscar um seminovo, com o montante que compraria um modelo menor com pouco mais de um ano de uso, você terá que se contentar com SUVs já mais antigos e usados.

Aqui vão algumas sugestões que você pode comprar na faixa dos R$ 50 mil.

SUVs na faixa dos R$ 50 mil

  • Divulgação

    Hyundai Tucson 2.0 16V 2016

    A geração antiga do Tucson teve a mesma cara por muitos anos e, por isso, ficou com o visual "cansado". Mesmo assim, o modelo é uma boa pedida para compradores mais racionais: espaçoso, robusto e com bom valor de revenda. Um exemplar ano 2016 está cotado a R$ 49.640 pela Tabela FIPE. Pena que o câmbio automático só tenha quatro marchas.

  • Murilo Goes/UOL

    Peugeot 2008 Allure 1.6 2017

    Seu maior destaque é a cabine estilosa e bem-acabada. É fácil encontrar uma boa posição para dirigir, graças ao volante de aro pequeno e ao painel de instrumentos em posição elevada. Com câmbio manual, R$ 50 mil permitem levar para casa um exemplar da versão Allure de 2017; com automático, só se for 2016, e ainda com a antiga caixa de apenas quatro marchas (que só seria substituída pela de seis na linha 2018).

  • Murilo Góes/UOL

    Renault Duster Expression 1.6 2018

    Tem várias qualidades e defeitos do Sandero, do qual deriva. Espaço interno, porta-malas de bons 475 litros e robustez agradam muito; a mecânica é fácil de reparar. Já o acabamento não chega a encantar. É um dos modelos mais acessíveis da lista: dá para pegar uma Expression 1.6 2018 com câmbio manual por R$ 52 mil (acrescente mais R$ 4 mil se fizer questão do câmbio automático).

  • Divulgação

    Mitsubishi Pajero TR4 2.0 16V 2014

    Muita gente só compra SUV por uma questão de estilo, ou por achar que carros mais altos impõem respeito no trânsito. Mas se você é daqueles que realmente precisam de um utilitário, de preferência com tração 4x4, para encarar uma trilha mais nervosa no fim de semana, considere o Pajero: compacto, durável e com o DNA off-road da Mitsubishi. Um 2014 vale R$ 48.987.

  • Murilo Góes/UOL

    Chevrolet Tracker LTZ 1.8 2014

    Na versão LTZ, de topo, o Tracker traz um pacote de equipamentos bem interessante, com bancos de couro, controle de velocidade de cruzeiro, central multimídia MyLink e volante multifuncional. O motor 1.8 entrega bons 144 cv. Como o porta-malas leva apenas 306 litros, o modelo acaba sendo mais adequado para o uso urbano do que para famílias que viajam com frequência.

  • Divulgação

    Volvo XC60 T5 2.0 2011

    Para quem tiver como sonho um modelo de marca premium, o XC60 é um carro que nunca desaponta. Acabamento e segurança são alguns de seus destaques. Um modelo 2011 equipado com motor T5 de 2 litros custa R$ 51.722. O visual é tão bem resolvido que não ficou envelhecido, mesmo depois das renovações que o modelo recebeu nas gerações seguintes. A ressalva é o preço das peças de reposição.

  • Divulgação

    Ford EcoSport SE 1.6 2016

    O veterano modelo da Ford não poderia ficar de fora: foi ele quem inaugurou o segmento dos SUVs compactos no Brasil. Como o modelo mudou muito pouco por fora no último facelift, as versões anteriores não perderam valor de revenda. Com R$ 51.574, dá para comprar um modelo 2016, com câmbio manual. Fuja das unidades com a transmissão automatizada Powershift, com trepidações e falhas que foram fonte de dor de cabeça para muitos proprietários.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi publicado, a foto que ilustrava o Mitsubishi Pajero TR4 era de um modelo produzido em 2007, e não 2014. A imagem foi alterada.

Notícias