Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

Telescópio James Webb bate próprio recorde ao encontrar galáxia mais distante conhecida

Imagem captada de transmissão ao vivo da Nasa mostra o telescópio espacial James Webb se separando do foguete Ariane 5 - AFP/NasaTV
Imagem captada de transmissão ao vivo da Nasa mostra o telescópio espacial James Webb se separando do foguete Ariane 5 Imagem: AFP/NasaTV

30/05/2024 16h26

O Telescópio Espacial James Webb superou seu próprio recorde de alcance de observação, ao detectar a galáxia mais distante e mais antiga já descoberta, que existiu 290 milhões de anos após o Big Bang, anunciou a Nasa nesta quinta-feira (30).

A agência espacial americana explicou que a galáxia apresenta particularidades com "implicações profundas" para compreender os primeiros anos do Universo.

Stefano Carniani e Kevin Hainlin, dois pesquisadores envolvidos na descoberta, disseram em comunicado que a chamada JADES-GS-z14-0 "não é o tipo de galáxia que modelos teóricos e simulações computacionais previram" no universo primitivo.

"Estamos impressionados com a extraordinária diversidade de galáxias que existiam na aurora cósmica", acrescentaram.

Na astronomia, observar astros distantes é o mesmo que voltar no tempo. Por exemplo, a luz solar demora oito minutos para chegar à Terra, por isso vemos o Sol como ele era oito minutos antes. Olhando ainda mais longe, é possível perceber esses objetos como eram há bilhões de anos.

Quando o brilho das galáxias mais distantes chega à Terra, a expansão do Universo se estica e desloca essa luz para o raio infravermelho, um espectro que James Webb é capaz de detectar com uma clareza sem precedentes.

Esse telescópio espacial opera apenas no espectro infravermelho para explorar o Universo mais jovem, uma de suas principais missões.

Desde que foi lançado, em dezembro de 2021, o James Webb já observou galáxias muito distantes, mas o anúncio de hoje fez com que ele superasse seu próprio recorde. Estima-se que a luz dessa nova galáxia tenha demorado mais de 13,5 bilhões de anos para chegar à Terra (o Big Bang é datado de 13,8 bilhões de anos atrás).

Segundo a Nasa, essa galáxia "é excepcionalmente brilhante, considerando a sua distância", e sua massa é estimada em centenas de milhões de vezes maior que a do Sol.

A descoberta bate o recorde anterior da galáxia mais antiga conhecida, JADES-GS-z13-0, que existiu 320 milhões de anos após o Big Bang.

Uma das questões levantadas pelos cientistas com esta novidade é: "Como pode a natureza criar uma galáxia tão grande, maciça e brilhante em menos de 300 milhões de anos?".

O Telescópio Espacial James Webb está estacionado a 1,5 milhão de quilômetros da Terra e é usado por cientistas de todo o mundo para pesquisas.

Notícias