PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Setor de serviços dos EUA desacelera em abril, mostra ISM

05/05/2021 11h31

WASHINGTON (Reuters) - A atividade do setor de serviços dos Estados Unidos cresceu a um ritmo ligeiramente mais lento em abril, provavelmente contida pela escassez de insumos em meio a um aumento da demanda causado por forte estímulo fiscal e rápida melhora da situação sanitária.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) informou nesta quarta-feira que seu índice da atividade não manufatureira caiu para uma leitura de 62,7 no mês passado, de 63,7 em março --este o número mais alto já registrado.

Economistas consultados pela Reuters esperavam alta do índice a 64,3 em abril.

Leitura acima de 50 indica crescimento do setor de serviços, que responde por mais de dois terços da atividade econômica.

O resultado de abril espelhou a pesquisa do ISM para o setor fabril publicada na segunda-feira, a qual mostrou que gargalos na cadeia de fornecimento seguraram a atividade industrial em abril.

A economia está experimentando um salto da demanda, graças ao pacote de alívio aos efeitos da pandemia no valor de 1,9 trilhão de dólares (proposto pela Casa Branca) e à expansão do programa de vacinação contra a Covid-19 para todos os norte-americanos adultos.

O subíndice do ISM para novas encomendas no setor de serviços caiu a 63,2 em abril, de uma máxima recorde de 67,2 em março. Os estoques contraíram, e as empresas ampliaram as importações.

(Reportagem de Lucia Mutikani)

Notícias