PUBLICIDADE
Topo

Equador chega a 242 mortos por coronavírus, com 4.450 casos confirmados

08/04/2020 21h38

Quito, 8 abr (EFE).- O Equador atingiu nesta quarta-feira a marca de 4.450 casos do novo coronavírus, sendo 3.047 deles na província de Guayas, e 242 mortes por Covid-19 em todo o país, segundo informações divulgadas pela ministra do Governo, María Paula Romo.

Na cidade de Guayaquil, uma das mais afetadas per capita do mundo pelo vírus SARS-CoV-2, o número de infecções comunicadas aumentou hoje para 2.135, o que representa mais 289 casos em relação à véspera.

Entre os positivos, os números oficiais indicam que 3.744 são estáveis no isolamento doméstico e 324 estão hospitalizados, dos quais 146 têm um prognóstico reservado. As estatísticas oficiais acrescentam que foram excluídos 4.208 casos e que foi dada alta a 140 contagiados.

De acordo com dados oficiais, 56% das pessoas afetadas são homens e a faixa etária mais atingida é de 20 a 49 anos, com 2.603 casos; seguida de 50 a 64 anos, com 1.149; mais de 65 anos com 556; 15 a 19 anos, com 57; enquanto entre 10 a 14 anos há 30 casos, um número semelhante ao do grupo dos 5 a 9 anos.

Outros 18 positivos são crianças entre 1 e 4 anos, e há ainda casos em bebês até os 11 meses de idade, segundo o relatório, que a partir de hoje inclui dados sobre os doentes a partir do dia em que apresentaram sintomas e não quando o resultado do teste é comunicado ao Ministério da Saúde, como era até ontem.

"Triplicamos a capacidade de fazer os testes no país, e isso significa que vamos ter cada vez mais resultados", destacou Romo em uma entrevista coletiva pela internet, durante a qual detalhou que até agora foram recolhidas 15.526 amostras para a Covid-19.

O Equador, que notificou o seu primeiro caso da doença em 29 de fevereiro, está em estado de emergência desde 16 de março, com medidas que limitam o tráfego de veículos, a atividade comercial e o trabalho, e em alguns locais, como Quito, com a suspensão da utilização do espaço público. EFE

sm/dr

Notícias