Topo

Fumaça de incêndios provoca fechamento de aeroportos e escolas na Malásia e Indonésia

19/09/2019 10h08

Kuala Lumpur, 19 Set 2019 (AFP) - Milhares de escolas e alguns aeroportos permaneceram fechados nesta quinta-feira (19) na Malásia e na Indonésia, em consequência da espessa nuvem de fumaça tóxica provocada pelos incêndios florestais no território indonésio - anunciaram as autoridades.

Há várias semanas, os incêndios devastam as florestas tropicais de Sumatra. Na quarta-feira (18), os focos de incêndio em Bornéu, detectados por satélite, dobraram, de acordo com a agência meteorológica de Asean.

Os incêndios na Indonésia provocaram tensões diplomáticas com a Malásia e Singapura, que sofrem os efeitos das vastas nuvens de fumaça tóxica geradas pelos incêndios.

Na Malásia, quase 2.500 escolas permaneceram fechadas nesta quinta-feira, incluindo 300 na capital Kuala Lumpur, devido ao nível de poluição "perigoso", ou "muito perigoso" do ar.

Na Indonésia, centenas de colégios suspenderam as aulas na província de Riau, em Sumatra, e 1.300, na região central de Bornéu. Vários aeroportos estavam fechados por falta de visibilidade em Bornéu.

Pelo menos 1,7 milhão de alunos foram afetados na Malásia. As autoridades da Indonésia não divulgaram dados sobre o total de estudantes prejudicados.

Jacarta mobilizou 9.000 bombeiros e soldados, com o apoio de helicópteros, para tentar controlar as chamas. Diante da magnitude do esforço, porém, os moradores dependem, sobretudo, da chegada da estação das chuvas para acabar com a tragédia.

Os incêndios acontecem todos os anos no arquipélago indonésio, mas aumentaram este ano, devido a uma estação seca particularmente longa e intensa.

Com 328.000 hectares queimados desde o início do ano, os incêndios são os piores desde a devastação provocada pelas chamas em 2015.

Em Singapura, o nível de poluição também é considerado "perigoso" para a saúde, de acordo com o índice oficial. O ministro do Meio Ambiente expressou preocupação com o impacto dos incêndios no aquecimento global.

"Os incêndios florestais na Indonésia e a fumaça resultante afetam a saúde e o bem-estar dos habitantes da Indonésia e da região da ASEAN (Associação de Nações do Sudeste Asiático)", destacou Masagos Zulkifli nas redes sociais.

"As emissões de carbono geradas pelos incêndios representam um grande revés na luta mundial contra a mudança climática", completou.

O Grande Prêmio de Singapura de Fórmula 1, programado para acontecer de sexta-feira a domingo, também pode ser afetado.

burs-pb/jah/je/lgo/cr/mab/mis/fp/tt

Mais Notícias