Topo

Amigos lamentam explosão que matou jovem e feriu marido: 'eram festeiros'

Natali e marido se queimaram após explosão de churrasqueira em casa no interior de SP - Arquivo pessoal
Natali e marido se queimaram após explosão de churrasqueira em casa no interior de SP Imagem: Arquivo pessoal
do UOL

Wagner Carvalho

Colaboração para o UOL, em Bauru (SP)

18/09/2019 15h24Atualizada em 18/09/2019 16h31

Um casal "festeiro" e "cheio de planos" -- assim os amigos descrevem Natali Steffani Martins, 22, morta com 98% do corpo queimado após uma churrasqueira explodir no domingo, e o marido, Welington Martins, 32, hospitalizado desde então. O acidente ocorreu em Vera Cruz, a 439 quilômetros de São Paulo.

"Era um casal festeiro. Gostavam de se divertir, sempre reuniam os amigos", disse no velório na segunda-feira (16) a vendedora Vanessa Osório de Lima.

Ela afirmou que o casal gostava de reunir os amigos aos fins de semana em casa — onde ocorreu o acidente.

Julia Poli Damasceno, que conheceu Natali na época do colégio, também comenta a felicidade da amiga.

"Ela estava feliz e compartilhava da sua felicidade com a gente, transbordava alto astral", afirmou.

Julia diz que Natali e o marido moravam juntos há um pouco mais de um ano e que ouvia relatos positivos da experiência.

"Natali afirmava que havia sintonia entre os dois, ele era muito carinhoso com ela", afirma.

Julia Poli disse que soube do acidente e morte da amiga pela internet. "Foi horrível, não acredito até agora, já me peguei olhando para foto no whatsapp dela, que aparece online pela última vez no domingo à 1h23", conta.

Planos

Amigos de Natali também coincidem ao comentar que a jovem relatava diversos planos - individuais e em casal.

"Ela contava que estava bem com o marido, que se divertiam muito e que tinham diversos planos, como todo casal", diz Julia.

"Na última vez que conversamos, fim de agosto, ela contou que o marido iria comprar um carro em breve e eles viriam passar um dia aqui comigo em Marília", afirma Julia.

A recepcionista Cristiane Danielle Moreira, 22, também era amiga de Natali Martins e lembra a vivacidade da amiga e os planos do casal.

"Eles eram simples, trabalhavam para poder tocar a vida. A Natali tinha muita vida nos olhos. Os dois estavam começando a vida juntos", lamenta.

"Ela vivia aqui numa cidade pequena e sonhava em mudar e viver outra vida ao lado do Welington", afirma Cristiane.

Testemunhas

O delegado Alessandro Marcos Kobayashi, que investiga o caso, já começou a ouvir pessoas que participavam do churrasco junto com o casal.

Para ele, a a hipótese de um acidente deve se confirmar.

Até o momento, os relatos dão conta que Natali teria utilizado álcool para reacender a churrasqueira, quando aconteceu a explosão. Testemunhas relataram para a polícia que o marido tentou socorrê-la, mas não conseguiu.

O casal foi levado de carro por um amigo para o Hospital das Clínicas e de lá foi encaminhado para a Santa Casa Marília, onde os dois foram internados na Unidade de Terapia de Queimados (UTQ).

Natali não resistiu as queimaduras que atingiram 98% do corpo e morreu na manhã de segunda. Welington, segundo familiares, continua internado e seu estado é considerado estável.

Mais Notícias