Topo
Notícias

Terremoto de 6 graus atinge região nordeste do Japão

Ondas quebram em frente a chaminé da Tokyo Electric Power Co"s, empresa detentora da planta nuclear de Fukushima, no Japão - Toru Hanai / REUTERS
Ondas quebram em frente a chaminé da Tokyo Electric Power Co's, empresa detentora da planta nuclear de Fukushima, no Japão Imagem: Toru Hanai / REUTERS

04/04/2024 00h35Atualizada em 04/04/2024 06h37

Um terremoto de 6 graus de magnitude sacudiu a região japonesa de Fukushima, na região nordeste do país, informou a Agência Meteorológica do Japão, que não emitiu um alerta de tsunami.

Em um primeiro momento não foram registrados danos ou vítimas. O epicentro do terremoto foi localizado a uma profundidade de 40 quilômetros. O tremor também foi sentido na capital Tóquio.

O Japão é um dos países com maior atividade sísmica do mundo e tem uma das legislações mais rigorosas do planeta para garantir que os edifícios e as infraestruturas resistam aos terremotos mais potentes.

O arquipélago de 125 milhões de habitantes registra quase 1.500 terremotos a cada ano, mas a grande maioria é considerada leve.

O Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS) calculou que o terremoto desta quinta-feira teve magnitude de 6,1 graus e localizou seu epicentro a uma profundidade de 40,1 quilômetros.

O abalo aconteceu um dia após um terremoto de 7,4 graus, segundo o USGS, que deixou nove mortos e mais de mil feridos em Taiwan.

O tremor provocou um alerta de tsunami em Taiwan, Filipinas e Japão, mas foi suspenso após algumas horas.

O tremor mais potente já registrado no Japão aconteceu em março de 2011, também na costa nordeste do país. O terremoto de 9 graus de magnitude, seguido por um tsunami, deixou quase 18.500 mortos ou desaparecidos.

A tragédia também destruiu três reatores da central nuclear de Fukushima, na maior catástrofe nuclear desde Chernobyl.

Não foram detectadas "anomalias" na central de Fukushima após o terremoto desta quinta-feira, segundo a Tepco, a operadora da usina, que está em processo de descontaminação e desmantelamento.

Notícias