Topo
Notícias

Conteúdo publicado há
15 dias

'Educação não é gasto, é investimento', repete Lula em inauguração no Rio

EVARISTO SA / AFP
Imagem: EVARISTO SA / AFP

Rio

02/04/2024 13h31Atualizada em 02/04/2024 14h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a dizer nesta terça-feira, 2, que despesas do governo com educação não constituem gasto, mas investimento. Ele participou da inauguração do Impa Tech, primeiro curso de graduação do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), no Rio de Janeiro.

"Educação não é privilégio para rico, é direito de todos. Educação não é gasto, é investimento, e o Estado precisa assumir responsabilidades", disse Lula. "Tudo o que for para educação, temos que fazer."

Ao longo do discurso, o presidente defendeu mais investimentos em educação. Em um momento, afirmou que a missão do ministro da área, Camilo Santana, é criar mais faculdades, escolas técnicas e demais iniciativas ligadas ao Pronatec do que Fernando Haddad, que comandou a pasta entre 2005 e 2012 e hoje está à frente da Fazenda.

Sem investirmos em educação, entregaremos jovens para o negacionismo, diz Lula

Lula também disse que é necessário aumentar os gastos em educação para combater o momento "delicado" pelo qual o País passa, marcado, segundo ele, por "negacionismo, ódio e fake news."

"Tenho 78 anos e não conheci nenhum momento de negacionismo, ódio e fake news como a gente vive hoje. Se não investirmos, vamos entregar nossos jovens de graça para o negacionismo e para o crime organizado", disse Lula à plateia de estudantes, funcionários do Impa e funcionalismo local.

Lula definiu o Impa Tech como um "gol de bicicleta" do seu governo. Ele fez um recorrido histórico para lembrar o surgimento da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), cujo modelo nasceu e cresceu em seus governos anteriores , com 18 milhões de alunos inscritos ainda em 2007. A competição nacional integra, hoje, o formato de seleção de alunos para o Impa Tech.

"Hoje temos a maior olimpíada de matemática do mundo. Não tem Estados Unidos, não tem China, não tem Rússia", afirma.

Lula foi acompanhado pela primeira-dama, Janja da Silva, além de Santana e dos também ministros Silvio Costa Filho (Portos e Aeroportos), Luciana Santos (Ciência, Tecnologia e Inovação), Anielle Franco (Igualdade Racial) e Marcio Macedo (Secretaria-Geral da Presidência), além do prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Notícias