Topo
Notícias

Brasil se diz preocupado com possível ataque de Israel em Rafah

9.fev.2024 - Nuvens de fumaça durante o bombardeio israelense em Rafah  - SAID KHATIB / AFP
9.fev.2024 - Nuvens de fumaça durante o bombardeio israelense em Rafah Imagem: SAID KHATIB / AFP

13/02/2024 14h28Atualizada em 13/02/2024 15h02

O governo brasileiro informou que observa com "preocupação" as informações sobre uma possível ofensiva israelense em Rafah, na Faixa de Gaza.

O conflito no Oriente Médio será um dos temas que serão tratados pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante sua visita ao Egito.

"O governo brasileiro recebe com grande preocupação o recente anúncio por parte das autoridades israelenses de preparação de nova operação militar terrestre em Gaza, desta vez no sul, na região de Rafah, na fronteira com Egito", disse um comunicado do Ministério das Relações Exteriores divulgado nesta terça-feira (13).

As autoridades israelenses anunciaram uma ofensiva terrestre em Rafah, que é considerada um "refúgio" do grupo fundamentalista islâmico Hamas.

Lula embarca hoje para Egito, se reunirá amanhã (14) com seu homólogo, Abdul Fatah Kalila Al-Sisi, para conversar sobre Israel e Palestina, informou o Palácio do Itamaraty.

A possível ofensiva contra Rafah, disse o comunicado diplomático, terá como consequência "um novo deslocamento forçado de centenas de milhares de palestinos". Por fim, o governo brasileiro se posicionou a "favor da cessação das hostilidades e da liberdade dos reféns".

Notícias