PUBLICIDADE
Topo

Fla enfrenta Americano com objetivo de recuperar Arrascaeta após falha

do UOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/02/2019 04h00

O Flamengo estreia hoje na Taça Rio. Às 17h (de Brasília), o Rubro-negro recebe o Americano, no Maracanã, com um objetivo claro: recuperar a contratação mais cara do clube em 123 anos, o uruguaio Arrascaeta. Após a falha decisiva na eliminação recente para o Fluminense, o jogador será titular e iniciará a trajetória para tentar não sair mais da equipe.

Já existe uma cobrança interna e dos torcedores para que o meia assuma o seu lugar entre os titulares. Desta vez, ele entrará na vaga de Everton Ribeiro, que sentiu dores no joelho durante a semana. 

Após dominar uma bola nos últimos momentos do Fla-Flu, Arrascaeta errou o passe que terminou no decisivo gol tricolor. O abalo foi imediato, mas uma rápida recuperação se faz necessária, já que uma sequência de jogos importantes está a caminho.

"O lance no Fla-Flu foi duro para ele. Era uma bola difícil de dominar. O Arrascaeta fez com uma facilidade inacreditável. Ele ficou cabisbaixo por uns quatro dias e sentiu. Conversamos, pois é um jogador de muita qualidade. O que prometi a ele é que teria a chance de se recuperar no próximo jogo", afirmou o técnico Abel Braga.

A dúvida sobre o posicionamento do jogador não parece afetar o treinador, que vê possibilidades, mas imagina o uruguaio de forma semelhante ao que desempenhava no Cruzeiro.

"Ele não vai jogar diferente do que atuava no Cruzeiro. Algumas opções foram treinadas, mas com dois jogadores agudos pelo lado de campo. Temos VItinho, Bruno Henrique e Berrío. A adaptação do Arrascaeta tem sido muito boa, apesar do que houve", encerrou.

A chance de virar a página foi dada. Arrascaeta é uma das esperanças do Flamengo em 2019. Internamente, o discurso é de que uma boa atuação será o suficiente para que o uruguaio vislumbre outro cenário. É nisso que Abel Braga aposta.

FLAMENGO X AMERICANO

Data/hora: 24/02/2019, às 17h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Daniel do Espírito Santo Parro

Flamengo
Diego Alves; Pará, Rodrigo Caio, Rhodolfo (Léo Duarte) e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol (Henrique Dourado)
Técnico: Abel Braga

Americano
Luis Henrique; Murilo, Espinho, Gabriel e Abuda; Sanderson, Vandinho, Marquinhos e Flamel; Ricardinho e Di María
Técnico: Josué Teixeira

Esporte