PUBLICIDADE
Topo

Apresentado, Cícero cita onde prefere atuar e brinca: 'Estou igual vinho'

18/02/2019 15h27

Aos 34 anos, Cícero foi apresentado oficialmente como reforço do Botafogo nesta segunda-feira, quase duas semanas após o anúncio e a assinatura de um vínculo por uma temporada, podendo estendê-lo até o fim de 2021. Na entrevista coletiva, o jogador comentou sobre a sua polivalência e o seu posicionamento predileto em campo.

- Venho para tentar ajudar muito esse grupo. Quero agradecer o esforço que o Botafogo fez, o Anderson (Barros) tem grande parcela. Estou muito feliz por vestir essa camisa. Já conversei rapidamente com o Zé Ricardo sobre posicionamento, mas ainda é cedo, estou parado há um bom tempo. Posso ajudar em várias posições. Mas há alguns anos gosto muito de jogar como segundo volante, me sinto mais a vontade - disse Cícero, completando:

- Não é a minha posição de origem (a de centroavante), prefiro jogar mais recuado - frisou, ao lado de Anderson Barros, gerente de futebol.

Cícero é o segundo atleta mais experiente do elenco, só ficando atrás de Diego Cavalieri (36 anos). Ele também respondeu acerca da experiência que tem a passar a um plantel jovem, inclusive com uma brincadeira, e a respeito do que o fez escolher atuar no Botafogo em 2019.

- Quando mais você faz as coisas acontecerem, cada coisa que você conquista, a cobrança sempre vem em dobro. No Brasil falam que quem passa dos 30 anos está velho. Eu brinco que estou que nem vinho, cada vez melhor. Nunca tive lesão grave na minha carreira, graças a Deus. Tenho uma genética boa, sempre fui magrinho. Tento sempre me preparar a cada ano. Sabe que a idade faz diferença, mas me cuido muito.

- O projeto do Botafogo está me propondo é de longo prazo, se Deus quiser tem tudo para dar certo. É uma camisa muito pesada no futebol brasileiro. Vesti várias camisas pesadas no Brasil, essa é mais uma. Falta conquistar um título importante no cenário nacional ou internacional. Estou proposto a abraçar essa ideia - emendou Cícero.

Cícero foi o último reforço confirmado pelo Botafogo em 2019. O experiente atleta estava sem clube após deixar o Grêmio, em dezembro. Pelo Tricolor, em duas temporadas, foi campeão da Libertadores e realizou 50 partidas, com sete gols anotados. O Botafogo é o segundo clube do Rio de Janeiro na carreira do jogador, que atuou por seis anos no Fluminense.

FORA DA DECISÃO DE QUARTA-FEIRA

Ao longo da apresentação, Cícero afirmou que recebeu outras propostas - não informadas. E, para finalizar a conversa com os jornalistas, salientou que não estará à disposição de Zé Ricardo para estrear nesta quarta, quando o Botafogo visita o Defensa y Justicia, pela volta da primeira fase da Sul-Americana, em Buenos Aires. Na ida, vitória alvinegra por 1 a 0, com gol de Erik, em casa.

Esporte