PUBLICIDADE
Topo

Corinthians e universidade realizam vestibular para funcionários do clube

14/02/2019 17h47

O sonho de ingressar no ensino superior se tornou realidade para dezenas de funcionários do Corinthians nesta quinta-feira (14). Uma iniciativa do clube, realizada em conjunto com a Universidade Brasil, possibilitou, por exemplo, que Sidmar Pereira de Jesus e Wallace da Silva Dantas garantissem uma bolsa integral em um dos mais de 25 cursos que a instituição parceira do Timão oferece.

O projeto chamado "Esporte com Educação" dá a oportunidade de pessoas de baixa renda conquistarem uma vaga no ensino superior sem custos. Mais de 150 estudantes já foram contemplados. Os funcionários do Timão também recebem a chance, a pedido da própria Universidade.

Sidmar trabalha como salva-vidas do parque aquático do clube social e vai cursar Educação Física com a ideia de construir sua carreira no time do Parque São Jorge:

- A oportunidade surgiu por meio de uma conversa com a coordenadoria do parque aquático. Ela me explicou como funcionava e perguntou se eu gostaria de participar do processo seletivo. É um benefício fantástico, principalmente nessa era da terceirização dos setores, pois ajuda o funcionário a evoluir no aspecto profissional.

Já Wallace é auxiliar de atendimento na secretaria do Corinthians. Ele conta que já havia escolhido o curso que gostaria de fazer, e precisava apenas de um incentivo como este para colocar seus planos em prática:

- Há algum tempo decidi que queria cursar Direito para futuramente tentar uma vaga na Polícia Federal, e essa parceria chegou como a chance perfeita de tornar esse sonho realidade. Conhecimento é necessário não só profissionalmente, como na vida também, por isso essa bolsa de estudos contribui em vários aspectos, na minha opinião.

O projeto "Esporte com Educação" funciona da seguinte forma: cada vitória, cada gol marcado, cada partida sem sofrer gol e cada rodada que o Corinthians termina na liderança de uma edição do Campeonato Brasileiro rende uma bolsa de estudo. Os benefícios destinados aos dois funcionários são referentes à campanha da equipe no Brasileirão 2018, que rendeu 60 bolsas. Vale destacar que, na equipe alvinegra, o projeto nasceu em 2017 - ano em que foram entregues 102 graças à campanha que levou o clube a mais um título do torneio nacional.

O idealizador dessa iniciativa foi o reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa, e o modelo de negócios foi prontamente aceito.

- É uma parceria com via de mão dupla, mas o mais importante é a ajuda ao próximo, às pessoas que sempre sonharam em ter um diploma, mas nunca conseguiram. Nós, com apoio dessas agremiações, conseguimos transformá-lo em realidade - conta.

As bolsas de estudo são entregues obrigatoriamente para pessoas de baixa renda, que recebem até dois salários mínimos. Todos os beneficiados possuem parcerias com ONGs e instituições de caridade, além de incluírem colaboradores e funcionários do clube.

A Universidade Brasil também vem colocando em prática outra iniciativa que prevê a construção de polos de ensino dentro das instalações dos clubes. O Corinthians ainda estuda qual é o local de melhor acesso físico e estrutural para construir esse espaço.

Esporte