PUBLICIDADE
Topo

Não há o que reclamar! Eliminação do São Paulo é mais do que justa

13/02/2019 23h48

O São Paulo está eliminado da Copa Libertadores e não há nada, absolutamente nada, que o clube do Morumbi possa reclamar. Na noite desta quarta, o time ficou no empate sem gols com o Talleres, no Morumbi, e como tinha perdido o jogo de ida, por 2 a 0, deu adeus ao torneio continental. É um vexame sem igual na história de um dos maiores clubes da América do Sul.

Em casa, apoiado por mais de 44 mil torcedores, o São Paulo foi, mais uma vez, apático, desorganizado e não apresentou nem sequer um pequeno lampejo de bom futebol no Morumbi. Precisando vencer por três gols de diferença, o time só foi finalizar em direção ao gol adversário aos 25 minutos do segundo tempo.

O discurso de futebol ofensivo do técnico André Jardine ficou apenas no campo das ideias. Atuando com dois pontas e com dois trombadores no meio dos zagueiros argentinos, o São Paulo ficou vendido em campo. Bem treinado, o Talleres teve uma grande atuação no Morumbi e anulou as raras investidas do time da casa.

Ainda durante o jogo, a torcida pediu Muricy Ramalho e Vanderlei Luxemburgo. O presidente Leco, um dos personagens que melhor ajudam a traduzir o péssimo momento vivido pelo Tricolor nos últimos anos, foi xingado antes, durante e depois da partida.

Tricampeão da Copa Libertadores, o São Paulo entrou no duelo com os argentinos favorito. Após 180 minutos, o Tricolor foi eliminado tendo dado apenas 7 chutes ao gol adversário. O Talleres, que tem uma história muito menos expressiva no continente, deixou o Morumbi de cabeça erguida e com a classificação na mala. Não há o que reclamar.

Esporte